Por que não pode fumar no avião?

Por que não pode fumar no avião? Atualmente, cada vez mais, as pessoas estão conscientes dos malefícios do fumo para a saúde, mas a proibição do fumo em aeronaves está diretamente ligada com a segurança de voo.

Não muito tempo atrás, ao contrário dos dias atuais, fumar dentro do avião era permitido. As aeronaves eram divididas em espaço para fumantes e não fumantes. Até mesmo os braços das poltronas e as toaletes possuíam cinzeiros e algumas companhias aéreas ofereciam cigarros e fósforos.

Por que não pode fumar no avião

Por que não pode fumar no avião?

Entretanto, o passar do tempo ensinou que avião e cigarro não combinam. Diversos incidentes e acidentes envolvendo incêndios na cabine de passageiros, por vezes causados por cigarros, mostraram o perigo que uma simples chama pode causar dentro de uma aeronave.

Acidentes famosos como o envolvendo um Boeing 707 da VARIG em 1973 mostram o quanto pode ser fatal uma simples brasa de cigarro. Ao se aproximar da capital francesa para pouso no Aeroporto de Orly, um dos passageiros se dirigiu à toalete e acendeu um cigarro, algo que era proibido na época, pois só podia fumar dentro do avião durante voo de cruzeiro e nas áreas de fumantes. Possivelmente o mesmo descartou o cigarro na lixeira do banheiro, que estava cheia de papeis depois de um voo de mais de 9 horas.

Por que não pode fumar no avião

Próximo ao pouso, um grande incêndio tomou conta do banheiro e logo depois das demais áreas traseiras da aeronave. As chamas foram tão intensas que a tripulação não foi capaz de combate-las. Um dos materiais plásticos do revestimento interno exalou uma fumaça extremamente tóxica dentro da cabine. Em poucos minutos toda aeronave estava com uma densa fumaça, impedindo inclusive que os pilotos enxergassem seu painel de instrumentos. Um pouso forçado em uma lavoura a poucos minutos do aeroporto foi a única opção. Somente dez tripulantes e um passageiro sobreviveram.

Fumar no avião compromete a segurança de voo

A indústria aeronáutica modernizou e alterou muito de seus materiais utilizados na construção de aviões, especialmente nos interiores como carpetes, estofados e plásticos, uma vez que muitos destes se mostravam altamente inflamáveis e propensos a exalar fumaça tóxica quando em chama. A restrição do fumo também foi reforçada em locais proibidos do avião até ser completamente banida.

Por que não pode fumar no avião

Atualmente, está totalmente proibido fumar no avião, assim como nas suas proximidades, uma vez que o procedimento de reabastecimento pode liberar gases inflamáveis em volta da aeronave. Como os tanques de combustível estão situados nas asas, é muito importante manter longe objetos que gerem fogo ou faíscas.

O treinamento de combate ao fogo faz parte da rotina dos pilotos e comissários. Novas medidas trouxeram equipamentos melhores e mais eficazes para extinguir chamas. Na cabine de passageiros existem dois tipos de extintores de incêndio, o mais comum com água e um modelo exclusivo para aeronaves chamado de halon, que é um gás que foi banido de uso por ser altamente agressivo à camada de ozônio.

Por que não pode fumar no avião

Entretanto, em virtude de sua excelente função como extintor de incêndio, seu uso está liberado para a indústria aeronáutica. O halon funciona inibindo a reação química do fogo, agindo como um abafador. Além de estar presente dos extintores portáteis, ele também é utilizado no sistema de combate ao fogo dos motores, gerador auxiliar e porões de carga. Nas toaletes, além dos detectores de fumaça, existe uma garrafa de halon dentro da lixeira que dispara automaticamente em caso de alta temperatura. Para o trabalho de combate a fogo, a tripulação tem a sua disposição o PBE, que é uma espécie de capuz que fornece proteção contra fumaça e geração de oxigênio químico direto na máscara.