Grávida pode viajar de avião?

Mulher grávida pode viajar de avião comercial? Confira agora quais cuidados e recomendações devem ser seguidos para a gestante viajar de avião de forma segura para ela mesma e seu futuro bebê.

Primeiramente, antes de viajar, é de primordial importância que a mulher grávida consulte seu médico. Através de exames, o médico dará o seu parecer e a recomendação, ou não, para a gestante voar. Fique atenta aos prazos indicados para cada momento da gestação. É muito importante respeitá-los e seguir todas as orientações de seu médico e da companhia aérea.

Com quantas semanas de gravidez a grávida pode viajar de avião?

Com até 27 semanas de gestação simples, não há necessidade de obter um atestado médico e a grávida pode viajar de avião. Isso somente se não tiver ocorrido problemas durante a gestação e você estiver em bom estado de saúde.

Mulher grávida pode viajar de avião comercial

A partir de 28 até 35 semanas de gestação, existe a necessidade de apresentar um atestado médico autorizando a viagem da gestante, assim como o preenchimento do formulário MEDIF, ou declaração de responsabilidade. Estes dois últimos formulários devem ser obtidos diretamente com a sua companhia aérea. Vale lembrar que a melhor opção é imprimir e preencher esses formulários antes da consulta médica para obter o atestado. Isso é importante, uma vez que se faz necessário o preenchimento de dados do profissional médico, assim como a sua assinatura e CRM nos mesmos.

Do início da 36ª semana até o final da 37ª, se faz necessário apresentar um atestado médico, que tenha a validade de até 10 dias ao dia do embarque. Algumas empresas aéreas também solicitam o formulário MEDIF. Este material por vezes é analisado por uma equipe médica da companhia que pode, ou não, autorizar o embarque da gestante.

Mulher grávida pode viajar de avião comercial

Muitas empresas aéreas somente autorizam o embarque com mais de 38 semanas de gestação em casos de extrema necessidade. Deve apresentar os atestados e formulários preenchidos e a grávida pode viajar de avião se for acompanhada de um médico obstetra durante o voo.

De comum acordo, não se recomenda a viagem aérea uma semana antes, ou depois, do parto.

Com quantas semanas de gravidez de gêmeos a grávida pode viajar de avião?

Para as grávidas que estão com gestação de gêmeos, os prazos são um pouco diferentes. Com até 25 semanas não se faz necessário atestado médico e a grávida pode viajar de avião sem problemas. De 26 a 31 semanas, apresente a declaração de responsabilidade ou MEDIF. Do início da 32a até o final da 37a semana, é necessário o atestado médico com até 10 dias de validade.

Com qual atestado médico gestante a grávida pode viajar de avião?

Algumas informações importantes devem estar contidas no atestado médico. Leve estas informações até seu médico, para garantir um atestado completo com todas as informações necessárias.

Mulher grávida pode viajar de avião comercial

Ao preencher o atestado, o profissional médico deverá escrever o seu parecer médico, autorização clara e expressa para viajar de avião, a idade gestacional da mulher, qual a estimativa para a data de nascimento do bebê, o tempo máximo de voo por cada trecho, origem e destino assim como datas de horários de saída e chegada.

O ideal é que este atestado seja emitido em até 10 dias antes do voo, uma vez que este costuma ser o prazo da maioria das companhias aéreas. O mesmo vale para o preenchimento do formulário MEDIF, que deve ser preenchido e assinado pelo seu médico. É importante enviar por e-mail, ou conforme recomendação da companhia, estes documentos entre 10 dias a até 48 horas antes do voo.

Verifique com a sua companhia aérea os procedimentos vigentes, uma vez que as regras de cada uma podem ser mais restritivas do que de outras. Essas informações, assim como o download dos formulários, podem também ser encontrados nos websites das empresas aéreas.

Mulher grávida pode viajar de avião comercial

Atenção no dia do seu voo. Leve consigo todos os atestados, mesmo que já enviados à companhia aérea. Gestantes possuem atendimento especial e prioritário. No balcão de check-in, você pode utilizar a fila preferencial, assim como embarcar primeiro que os demais passageiros. Se necessitar de mais auxílio, como ajuda com bagagem ou cadeira de rodas, solicite este serviço no momento do check-in, sem custos extra. Seguindo todas essas recomendações, a grávida pode viajar de avião com segurança se sem problemas para si ou com seu futuro bebê.